sexta-feira, 30 de maio de 2014

Licitação: a saída para o boicote dos empresários do transporte Público de São Luís



Blog do Ed Wilson

O impasse gerado nas negociações entre os rodoviários, as empresas de transporte e a Prefeitura de São Luís só tem uma saída - abertura de licitação para a contratação de novas concessionárias.

A licitação é a única forma de impedir o ciclo vicioso de extorsão praticado pelo Sindicato das Empresas de Transporte (SET) contra os usuários e a Prefeitura, cujo resultado é sempre o aumento no preço das passagens.

De nada vai adiantar o aumento no preço das passagens para as mesmas empresas continuarem oferecendo sucatas à população - ônibus sujos, caindo aos pedaços, poluindo o meio ambiente com um fumaceiro insuportável e sem qualquer conforto aos usuários.

A licitação precisa ser feita para quebrar o monopólio no sistema de transporte e abrir o debate sobre o passe livre, dialogando com a população.

Os usuários não podem mais ser penalizados com aumentos abusivos e péssimos serviços. Nenhuma capital do país cobra preços tão altos e oferece serviço péssimo como o SET.

O prefeito Edivaldo Holanda Junior (PTC) precisa ter coragem para romper com o SET, abrir a licitação e quebrar o monopólio de empresas como a Taguatur, que desde os anos 1980 explora sem concorrência boa parte das linhas de ônibus da capital.

A Prefeitura de São Luís não pode nem deve mais subsidiar as empresas que já ganham muito e ainda querem extorquir o poder público, além das humilhações impostas diariamente aos usuários.

Se tiver coragem e fizer a licitação, Edivaldo Holanda Junior estará dando sinais da tão anunciada mudança. Se ceder às pressões do SET e novamente despejar milhões nas contas dos empresários, será igual ou pior ao seu antecessor João Castelo (PSDB).

Para mudar, licitação já! Para ficar igual ou pior, mais subsídios aos empresários.

Nenhum comentário: