terça-feira, 25 de outubro de 2011

Viana - Secretário de Limpeza Urbana é chamado para depor na Delegacia

Viana - Virou caso de polícia as denúncias do constante "abuso de autoridade" por parte do Secretário Municipal de Limpeza Urbana de Viana, José Américo Muniz, contra servidores lotados na pasta e também contra a presidente de Sindicato de Limpeza Urbana, Sueli Martins Abreu. 

Segundo a sindicalista, o secretário terá que prestar esclarecimentos sobre os seus atos, inclusive, denúncia por crime de injúria, hoje, 25/10 às 17h, na Delegacia da Cidade.

Ficam as expectativas do desfecho desse desentendimento e, o desejo que as partes se entendam e se respeitem, dentro dos limites das atividades de cada um, pelo bem dos serviços que devem ser prestados ao município.

Entretanto, após várias denúncias, algumas publicadas por este Blog, fica claro que o alcaide vianense está dando uma de Pôncio Pilatos, ou seja, lavando as mãos, talvez até por desconhecimento do que está acontecendo bem ao lado da sua conturbada administração, repleta de “prefeituras paralelas", cujos subordinados - picados pela mosca azul do poder - se acham no direito de fazer o que quiserem e até insultar aqueles que procuram os seus direitos. Assim fica difícil!

5 comentários:

Anônimo disse...

É admirável a coragem desta jovem Sueli que não se intimidou com a truculência do Sr. Zé Américo.Esse é o medo do prefeito em não chamar os aprovados no concurso público,pois prefere os contratados a dedo de sua mãe,infringindo a lei.

Anônimo disse...

Tenho certeza que o alcaide vianense sabe dessas irregularidades cometidas pelo secretário de limpeza. A questão é a intimidação, a truculência com os funcionários que não rezam na sua cartilha.A Sueli mostrou determinação e coragem, onde todos tem medo de perder o seu emprego,ela não se intimidou!

Luiz Antonio Morais disse...

Grato pela participação. Sds.

Rafael Santys disse...

Prezado Luiz,
A sua recomendação é salutar"espero que as partes se entendam",até porque além do senhor secretário representar um segmento do poder publico executivo,a senhora Sueli Abreu representa também uma categoria,e nesse contexto a urbanidade,o civismo deve ser invocado,ser prática por ambos os lados!Refiro-me ao fato que muitos desses sindicalistas,incorporam em suas manifestações postura radical agressiva,abusiva,MAS claro que de forma alguma quero dizer que tal crime de injuira não tenha ocorrido,até porque não presenciei o presente mosaico factual que a senhora sindicalista descreveu,e digo isto porque li a respeito da denúncia apresentada aqui no seu blog e na luz do direito não pude obesevar nenhum ato ilegal(crime de injúria) cometido pelo secretário,pelos menos na denuncia ofertada!Como comentei antes,outros mecanismos no ordenamento jurídico poderiam ser tomados,mas o que me parece é que há um desentendimento,desavença de motivação pessoal.Até porque o contexto,as provas testemunhais tudo tem que observado!

Luiz Antonio Morais disse...

Pois é, Rafael. Sem pré-julgamento precipitado e, já que virou caso de polícia, quem sabe, na presença de autoridades, eles coloquem os pingos nos ís, e que tudo fique em paz. E tomara que a corda não arrebente para o lado mais fraco.
Grato pela participação.