terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Definições em São Luís podem influenciar sucessão em Viana

Viana - Depois das festas de Natal e Revellion, chegou a hora da onça beber água e os candidatos vianenses, alguns entocados e assustados que nem cotia saírem da moita. Muitos deles já fecharam compromisso com o tatu que vai bancar a empreitada e ser coado no pano de linho e dispor do "tutu' para bancar a campanha, seja ela a prefeito ou vereador.
 

E, de olho nessa floresta perigosa, muitos eleitores, cabos eleitorais, formadores de opinião e os próprios pré-candidatos, tem cobrado dissertações deste Blog sobre o atual momento político na terra de Dilu Mello.
 

Uma coisa é certa, se continuar assim nesse marasmo, se alguns conhecidos políticos não se manifestarem e não negociarem as possibilidades de uma candidatura de consenso, a oposição vianense vai sair das eleições de outubro repetindo o cenário de 2008: chorando o leite derramado e um jogando a culpa no outro pelo fracasso. E aí, o “bloco do tatu” vai comemorar mais um carnaval palitando os dentes.
 

O fator Zé Sá
 

Diretor do SAAE em Viana e amigo deste jornalista, Zé Sá faz parte do núcleo duro palaciano, pela amizade, lealdade e também por laços familiares com o prefeito Rilva Luís. E é com esse cacife que Zé Sá está embrenhado na Zona Rural vianense repetindo o mesmo discurso que prega a outra parte da “tropa de elite” escalada pelo alcaide para tentar se viabilizar, ou seja: que o candidato escolhido pelo prefeito é ele. Isto quer dizer que se a graça pegar e ele decolar nas pesquisas, não têm para ninguém: o candidato é o próprio! E ele afirmou a este missivista (no dia primeiro dejaneiro, no aniversário de Cezar Bombeiro) que não pretende ser candidato a vereador.
 

Os desafios da água
 

Antes de se consolidar como o candidato oficial da prefeitura, Zé Sá tem um enorme desafio pela frente, herdado da falta de gerenciamento para a implantação do novo sistema de captação de água em Viana. O projeto do Governo Federal, por meio da Funasa, foi implantado de forma equivocada e até construíram uma caixa d’água, de dois milhões de litros, obra que virou um elefante branco no Bairro Vinagre e já foi alvo de várias denúncias na imprensa.
 

Se conseguir desatar o nó da burocracia entre o Governo Federal / Prefeitura de Viana, e concluir o projeto com rapidez, antes das convenções, Zé Sá poderá faturar politicamente e até posar de “salvador da pátria” diante do caótico quadro no abastecimento de água, que aflige a cidade em todos os bairros. Para isso, ele depende muito da boa vontade e da caneta do chefe. Se ele vai conseguir, só o tempo dirá, até para provar que a sua candidatura não seja somente um balão de ensaio.
 

Peixe muído
 

Fontes da Cidade dos Lagos informam o prefeito Rilva Luis e o amigo (quase) inseparável Marcelo Santana, já não dividem mais a mesma peixada de peixe tubi com arroz de toicinho. Segundo informações, a relação entre os dois azedou, anda estremecida e foi motivada por fatores pessoais. Caso confirmado, Marcelo pode ser considerado carta fora do baralho e deixará de receber o “mensalinho”ou “mensalão” utilizado para bancar festas e farras na Zona Rural, uma das estratégias do fisiologismo crônico adotado para manter o voto de cabresto pelo atual grupo político que toma conta da chave do cofre da vaca leiteira da Praça Ozimo de Carvalho em Viana.
 

Um cofo cheio de pré-candidatos

Além de Marcelo e Zé Sá, a prefeitura também tenta emplacar outros aliados, que repetem o mesmo discurso ensaiado de que são os “escolhidos” e que estão bem nas pesquisas. São eles: a secretária de educação, Adriana Guimarães; o secretário de articulação política, Zé Carlos Costa (irmão do ex-prefeito Messias Costa (falecido); o vereador Ismael Abreu e até o vereador Gerson Padilha, aquele mesmo que em setembro do ano passado deu o voto minerva para aprovação das contas do prefeito reprovadas pelo TCU (Tribunal de Contas). Até hoje os vianenses se perguntam quanto custou esse “votinho” negociado na calada da noite.
 

A terceira via da prefeitura

Washington Oliveira, Bil, Chico Gomes, Afonso Trindade e a companheirada do PT em Viana
Entretanto, com o desenrolar das coligações em São Luís e se confirmando a candidatura a prefeito do vice-governador Washington Oliveira (PT), tendo um vice do PMDB, repetindo ao inverso a estratégia da eleição passada para governador, apoiado pelo Palácio dos Leões e com o aval lá de cima pela presidenta Dilma e o cacife de Lula, os petistas vianenses podem até se assanhar e levar todo o grupo de Rilva para a canoa do empresário Afonso Trindade, este já devidamente filiado no partido e tendo realizado várias reuniões (reveja) com o próprio Washington e o presidente da legenda no Estado, Raimundo Monteiro. É bom lembrar também que esse xadrez político é intermediado com habilidade por Cleinaldo (Bil) Lopes, presidente do Sintsep - Sindicato dos Servidores Estaduais, que passa então a ser um dos caciques da sucessão vianense pela amizade e proximidade com Washington e Monteiro. O jogo está só começando. Amanhã, trataremos sobre outras alternativas de pré-candidatos para Viana.

15 comentários:

Anônimo disse...

Caro Tontonho,apesar de você fazer excelentes comentários a respeito da política na terra do carrau com farinha dàgua, percebo,às vezes, que o nobre companheiro não está bem situado no contexto da nossa politica ou com fontes ultrapassadas, senão vejamos: De todos os pré-candidatos que você citou,nenhum deles tem a mínima chance de concorrer,pelos mais variados motivos, a começar pela incompetência. Rilva é doido mas não rasga dinheiro. Na verdade é tudo balão de ensaio. O que pode influenciar, verdadeiramente na sucessão em Viana é o "fator Chico Gomes", este tem o aval da governadora que vai impor goela a dentro do prefeito o apoio incondicional à sua candidatura.Você sabe que o Rilva é peixe preso e vai saber negociar direitinho esse seu apoio,inclusive indicando Adriana como vice na chapa com Chico Gomes. Para a oposição verdadeira sobra uma única alternativa,a união das forças progressistas de Viana, e aí destaca-se o empenho de Marcone Veloso,Carrinho,Leni,fred,julinho,Geraldo, Arlene Barros,Oliveira Junior e, no meu entendimento, o fiel da balança, não como candidato mas apoiando, Danielzinho.Aí, meu caro Tontonho,quero vê essa curriola do Sarney-rilva-macaxeira ganhar eleição na terra da Dilú Melo. Analise bem esse cenário, caro companheiro!

Anônimo disse...

O melhor candidato do Rilva é o MARCELO SANTANA. Não entendo esse prefeito ridíulo. Mas espero que o marcelo rompa com esse bandido e vá pra oposição.

Anônimo disse...

TONTONHO VOCÊ TEM UM GRANDE PAPEL NESSE PROCESSO ELEITORAL.NÃO ARREDA QUE NÓS TAMOS CONTIGO.

Luiz Antonio Morais disse...

Prezado anônimo,
As análises postadas aqui - sejam elas políticas ou não – se abstêm da soberba de querer ser o dono da verdade. As fontes nas quais o Blog se abastece são as mesmas existentes na Cidade dos Lagos, para todos. Não tem segredo nenhum. Política é momento e, na medida do possível, tentaremos interpretar o quadro, de forma imparcial, sem induzir o leitor a achar qual o melhor candidato. Portanto, não faça afirmações precipitadas, apaixonadas e repletas de sectarismos, afinal o jogo está só começando e muitas águas ainda vão rolar.

Anônimo disse...

Viana ainda tem muitas opçoes de candidatos Tontonho, como o nosso amigo Ezequiel Gomes, que tem o apoio do Presidente da Camara dos vereadores Joao Geraldo que tem grande influencia com Rilva por causa de certos "favores-contas", tem o do Benito que é um cara trabalhador realmente se preocupa em trazer beneficios, e outra coisa quando falam que ganha dinheiro com esses projetos eu acho normal quem nao gostaria de trazer beneficios para sua terra e ainda receber pelos trabalhos prestados viagens,hospedagem, alimentaçao, transporte, passagens tudo isso tem que pagar e as vezes ele nem recebe, tem o nome do Chico Gomes secretario de Estado ex deputado tem alianças com a Governadora pode ser um nome a ser viabilizado, tem salas abertas no palácio, tem o nome do Fabinho Campos que tem grandes ligaçoes com o Joao Alberto é de um partido forte tem o Lenin Costa que estar tendo o apoio do Flavio Dino e quer ter prefeitos ao seu lado para sua candidatura em 2014 ao governo do Estado rapaz que leva a historia do seu pai, tem o Magrado Barros com a aliançaa com Antonio de Ines do Sindicato dos Pescadores, que pode ser uma grande supresa a muitos que nao acreditam nessa uniao.
Abracos.
Paulo Castro

Luiz Antonio Morais disse...

Grato pela participação, Paulo. Conforme citado no artigo, faremos outras análises de outras correntes políticas e outros candidatos que podem se confirmar como melhores opções para Prefeito de Viana. Sds.

APENAS UM OBSERVADOR disse...

Totonho,
No mundo todo a política está cada vez mais se depurando, e para isso torna-se necessário que os protagonistas (mesmo sem querer) exporem suas faces horripilantes.
Nessa sua cidade natal (Viana-MA), o caso parece mais agudo. É um verdadeiro "Circo dos Horrores".
Durante algum tempo, tenho seguido o seu blog, e pelos seus relatos/jornalísticos chego a seguinte conclusão:
- essa Cidade ainda vai ter que queimar muito "carma";
- quase a totalidade desses "politiqueiros" não tem a mínima condição administrativa, intelectual, moral, ética, psicológica, cultural e espiritual para representar qualquer coisa, muito menos o povo vianense;
- quase todos esses que se dizem políticos dessa cidade não têm capacidades nem pra serem porteiros do meu prédio.
Tenho curiosidade em conhecer essa cidade histórica que transformaram em um covil nefasto.
Que pena!!!!!!
Mas quem sabe!!! No dia que visitá-la, possa ser que eu tenha o prazer de ouvir de você que os personagens relatados e outros camuflados (doidos pra voltar ou pegar a vaca leiteira) estejam pagando devidamente pelos seus crimes.
Até um dia....
Felicidades a todas as pessoas que tenham um bom coração.

Luiz Antonio Morais disse...

Grato pela participação. Não acredito que Viana esteja condenada a eternos fracassos adminitrativos por parte dos políticos. Existem esperanças, mas para isso precisamos educar e orientar o povo, principalmente os mais humildes, presas fáceis do fisiologismo, que trocam votos por garrafas de cachaça.Temos bons nomes: só precisamos saber escolher melhor.
Abraços.

Pedro Bolha disse...

Alguns nomes que foram citados nos comentários acima, são boas indicações como o caso do Benito Filho, que já tem uma vasta bagagem no setor público, até mesmo o do nobre ex-deputado Chico Gomes, mas contudo fica a minha preocupação quanto a continuidade do trabalho a ser exercido por esses prováveis candidatos. O grande problema de alguns desses nomes são as alianças que devem fazer para entrar no palacete da praça Ozimo de Carvalho. Corremos o risco de ter velhas raposas dentro da administração vianense, o que seria um retrocesso terrível e uma grande lástima a nossa sofrida população. Aos mais novos acredito que falta um pouco mais de experiência e convivência na vida pública, ter no sangue o DNA de ex-prefeitos que nada fizeram por nossa cidade, no meu ponto de vista, já é algo negativo (pelo menos eu não voto em nenhum deles, e acredito que serão apenas fantoches nas mãos de velhos palhaços).

Rafael Santys disse...

Prezado Luis,

Muitos são os nomes.Segue as indefinições tanto na situação como na oposição.Dizestes bem,a oposição está desde 2008 em estado de inércia total!

Um certo anônimo disse que todos que fazem oposição devem apoiar o senhor Danielzinho.Chega dessa cantilena que A oposição gira apenas em torno desse abutre,de fome canina que só pensa em seu bem próprio.O povo vianense nunca conduzirá o senhor Danielzinho ao poder novamente.Será que é difícil entender o porquê?

Acredito que nunca na história política vianense,houve tantos canditados,são filhos de falecidos que querem na imagem fantasmagórica de seus finados assombrarem a população.Outros já sabemos o seu proceder vergonhoso.

No entanto um nome me chamou a atenção,o nome de Fabinho Campos.Não o conheço,mas já o conheci no passado.Um rapaz que viveu ás custas da influência política de seu pai(que vive ainda),que adquiriu um automóvel do falecido vereador Titico e vivia dando cavalo de pau,dirigindo em alta velocidade e sorrindo das pessoas quando parava o carro em cima delas.Quais são as atuais qualificações do Senhor Fabinho para que podemos avaliar?Ou se baseiam apenas no currículo do seu pai,bom se for por esta via,não vale absolutamente nada,porque nesse caso nao temos nada positivo a ser filtrado,absorvido.

Será que estaremos caminhando pra uma estrutura de capitania hereditária em nossa cidade?Não tenho nada contra esse rapaz,como disse não o conheço atualmente,mas acredito que o passado quando não é corrigido no futuro diz muito sobre o presente.Nossa cidade não merece empreitada aventureira.Se de fato ele possui boa intenção,deveria através de trabalho de base em nossa comunidade mostrar suas virtude e sua dedicação em prol do bem de nossa população.Li acredito que tenha sido no seu Blog Luis,sobre um jovem enfermeiro vianense que organiza torneio de futebol com a juventude com fins filantrópicos.Trabalho simples,mas de uma grandeza valoroza.Quais foram a s contribuiçoes do senhor Fabinho em nossa comunidade?

É almejar um cargo sem ter no mínimo ter passado no crivo do bom senso.Todos aqui citados possuem uma história política,uma marcha muitas vezes de derrota outros apenas de bastidores,outros de vencedores.E o Fabinho?Qual é a a sua história?Não pode apenas ser baseada na memória do seu pai.Deseja realmente fazer algo na política pelo bem de nossa cidade?

Não comece pelo FIM!

Luiz Antonio Morais disse...

Grato pela participação. Sds.

Pedro Bolha disse...

Muito bem Rafael, pela primeira vez concordo com um comentário seu. O fato de ser filho de ex-prefeito não credencia ninguém a assumir a condição de líder majoritário, ainda mais quando a administração dele fora umas das piores da estória de nossa cidade, juntamente com a administração do Sr. Danielzinho e do finado Messias Costa. O que falar desse Marcelo Santana? Infelizmente não podemos dizer nada, pois não existe socialmente e politicamente.

Viana tem que um candidato que tenha como objetivo principal o bem estar da população, dar uma cara nova a nossa cidade tão abandonada e calejada.

Espero que essa mudança não tarde, pois senão quem sofrerá as consequências é o povo

Anônimo disse...

Meu Caro Luis Antonio,
Pela primeira vez venho participar do seu blog, onde o tal"Rafael Santys" mais uma vez vem atacando a minha pessoa e o nome do meu pai. Mas gostaria primeiro de parabenizar você pelo trabalho que vem fazendo em seu blog, onde dia a dia mostrar as noticias de nossa Viana com imparcialidade, criticas, sugestoes, ideias para que nossa Cidade melhore a cada dia.
Ao tal Rafael Santys que se esconde atras desse nome ficticio acredito que nao tem coragem de dizer realmente o seu nome, deve ter algum problema...ou medo mesmo de dizer suas opinioes e mostrar quem realmente é, mas ja que se enconde nao tem problema. Meu pai foi prefeito de Viana, pode ter errado em algumas coisa mais tambem acredito que acertou em muitas coisas. Quisera ter Rafael um pai como o meu, onde me orgulho todos os dias, um homem bom realmente amigo, que sempre lutou pelo bem de Viana, se errou foi com o intituito de acertar, mas foi chamado por Deus e nao poderá mais se defender. Se meu nome esta como um dos pre candidatos, o motivo não é só o nome do meu pai, e sim os meus amigos e amigas, pessoas que acreditam que somos capazes. Agora faço uma pergunta porque o Rafael em vez de bla bla bla, nao ajuda Viana, nao como "politico" mas sim como filho desta terra, em vez de fazer acusaçoes levianas, desrepeito a memoria de quem nao esta mais aqui para se defender, Rafael fale de mim fale o que voce sonha para Viana o que voce quer para Viana, mas nao fale de uma saudosa pessoa que pode ter tido seus defeitos mas para mim deixou só qualidades, minha historia politica começou com o meu pai, esta no sangue meu amigo e ninguem nem aqueles que se escondem atras de nomes ficticios vao tirar isso de mim. Se pretendo disputar ou nao a prefeitura só Deus e o povo de Viana vao dizer isso, sou um jovem tenho muito pela frente e vou lutar sempre mesmo ganhando ou perdendo.
Luis mais uma vez agradeço pelo espaço que me deu, um forte abraço e até breve.
Fabio Campos

Luiz Antonio Morais disse...

Grato pela participação e pelo acompanhamento do Blog, Fábio. O espaço está aberto para debates limpos e civilizados, sempre em prol da melhoria social, política e administrativa da nossa sofrida Viana.

Abraço.

Rafael Santys disse...

Prezado Luis,

Senhor Fabinho Campos,antes de tudo, em momento algum tentei vituperar a memória da "pessoa" do senhor Djalma Campos, seu pai.Teci sobre a trajetória política - admnistrativa do ex- prefeito,até de forma sutil ,sem me aprofundar.Compreendo a sua indignação pois é movido de paixão paterna,pelo menos você não é uns dos filhos bastados que o senhor Djalma tem,você foi criado em seu colo,conviveu e desfrutou do seu afeto,é natural esse momento de cólera que demonstras por mim.

Mas o espaço grandioso e democrático que o senhor Luis promove neste Blog,é destinado (É pelo menos o que penso) as relações públicas e políticas de nossa cidade que envolvem os pretensos canditados,enfim aqueles que passaram ou passam pela vida pública,e neste ínterim posturas partidária - política como a da sua família impôem reciprocidade de comportamento.
Peço sua compreensão pois o debate que se trava aqui deve ser feito de forma desapaixonada,mesmo que envolva antigos políticos,pois mesmo jaz falecidos,mas sua sua vida política transcende até os dias de hoje!

Em relação a minha pessoa sou feliz pela minha família,e não apenas tenho orgulho do meu pai,mas sempre fui seu orgulho desde sempre.Conseguiste esse feito com seu pai?Quero apenas advertí -lo,e acredite,fiquemos apenas no embate político,nos questionamentos da vida PÚBLICA,ao contrário sentirás muito desabores.

Agora,quem deve falar e mostrar projetos de melhorias não sou EU ,não tenho pretensão de ser prefeito,ou pelo sangue,ou pela vontade de amigos ou seja lá de quem for!É vc que deve assumir essa postura meu caro.Sou apenas um cidadao que tenho assegurado pela constituição de falar,criticar,opiniar sobre a vida política de quem quer que seja,mesmo utilizando-me de nomes fictícios.

Quero ainda dizer que se uso pseudônimo de Rafael Santys,não é em momento algum medo ou covardia ou algo a temer.Agora senhor Fabinho,porque não refutastes as minhas acusações,ao invés de tentar desqualificar-me por usar um nome hipotético?digo-te,esta é a pior forma de querer- me intimidar, de lidar comigo é esta,porque da minha vida preguessa e presente não há nda que possa fzer com que os meus inimigos tripudiem sobre mim!