quinta-feira, 14 de junho de 2012

Prefeitos e deputados enrolados até a alma com agiotas

O prosseguimento das investigações sobre as ações de organizações criminosas que operam com agiotagem e outros crimes mais pesados trará dados estarrecedores.

A polícia já tem informações de envolvimento de políticos, como deputados e prefeitos, com agiotas. Aliás, tem ao menos dois parlamentares que emprestam dinheiro a juros absurdos para empresas e prefeituras.

Alguns políticos e empresários, para legalizar os negócios escusos, criaram factoring, empresas que emprestam dinheiro e cobram juros.

Ocorre, porém, que nos cofres das factoring de emprresários e políticos dormem cheques de prefeitos e de seus familiares. Uma forma de garantir o recebimento daquilo que foi emprestado.

No caso específico do agiota Gláucio Alencar, a polícia encontrou em seu cofre talonários assinados por prefeitos e alguns por empresários. O volume maior é do prefeito de Bacabal, Raimundo Lisboa. São valores que ultrapassam a R$ 4 milhões.

O atual prefeito de Cururupu, Júnior Franco, também deve à organização e tem cheques em mãos da agiotagem. Mas nada se compara ao volume de débitos deixado pelo ex-prefeito daquela cidade.

Francisco Pestana saiu do cargo por medida judicial e agora não tem como pagar quase R$ 6 milhões espalhados em mãos de vários agiotas, incluindo Gláucio e Pacovan.

Se aprofundadas as investigações, a polícia vai encontrar cheques do prefeito de Zé Doca em poder da organização criminosa. Muitos dos agentes públicos acabam entregando bens, como casas e fazendas.

Mas o curioso, e aí a polícia descobrirá, é que as negociações com os prefeitos não envolvem apenas cheques. Na maioria das transações, o agiota fornece para as prefeituras merenda escolar, medicamentos e equipamentos hospitalares, além de material de construção, ou entram com construtoras para realização de obras superfaturadas.

A relação da agiotagem com os políticos começa bem cedo, muito antes do agente público assumir cargos. Eles pedem emprestado para a campanha e depois e um toma lá da cá sem fim.

Um negócio da china em que sai perdendo mesmo é a população. (Blog do Luis Cardoso)

4 comentários:

Rafael Santys disse...

Grande Luiz,

Parabéns ao governo do Maranhão por combater a criminalidade,como disse antes Roseana(seu governo) pode ter muito defeitos administrativos,mas combate o crime organizado com punho forte!Parabéns mesmo,tenho certeza que como eu,vc também está aliviado e o Décio no céu também!Mas essa questão de agiotagem isso é antigo,meu caro luiz,que se for investigar vão chegar sabe em quem?no deputado Waldir Maranhão,ele é quem emprestava o dinheiro pro seus cunhados agiotas,em toda baixada.Isso ainda vai dar muito o que falar!

Luiz Antonio Morais disse...

Que sirva para desbaratar mais essa vergonha, camuflada nas disputas politicas no estado. Com certeza essa verbas são usadas para comprar votos. Grato pela participação, Rafael. Sds.

João Fica disse...

MEUS CAROS ESSA SITUAÇÃO DE AGIOTAGEM É SIMPLES E FÁCIL, É SO FAZER A CONTA:

QUEM TEM GRANA SUFICIENTE PRA EMPRESTRAR PARA PREFEITOS??? QUEM TEM MAIS RECURSOS QUE ELES, OU SEJA, DEPUTADOS, SENADORES, GOVERNADORES.

ESSES "EMPRESÁRIOS" SÃO APENAS FICHINAS PERTO DE QUEM TEM MUITA "BALA NA AGULHA" PRA QUEIMAR SEM SE PREOCUPAR, ALÉM DO MAIS ELES AGEM NA FONTE DO "REAL".

EITA MARANHÃO VELHO QUE NUNCA MUDA, DO JEITO QUE AS COISAS ESTÃO, SÓ SE VIER OUTRO DILÚVIO PRA ACABAR COM ESSA ROBALHEIRA TODA.

NESSE CASO ESPECIAL DO DÉCIO, O IMPORTANTE MESMO, FOI A ELUCIDAÇÃO DO CASO, MAS ESSA QUESTÃO DA AGIOTAGEM PODEM ESPERAR QUE NÃO VAI DAR EM NADA, PORQUE NINGUEM QUER TIRAR O "PÃO DE CADA DIA" DESSES "MININOS INOCENTES" QUE SEMPRE LUTAM PELO BEM DO POVO DO MARANHÃO...

Luiz Antonio Morais disse...

Grato pela participação. Sds.