terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Peixadas - Notas rápidas

Viana - Avacalhou geral (?)

 
Acima mais uma prova de que a atual administração vianense confunde o público com o privado, ou talvez com a "privada".  A nova Secretária de Saúde do Município já chegou mostrando a que veio. Um de seus primeiros atos administrativos foi patrocinar uma bebedeira para aliados ou mesmo algum “cidadão pidão” conforme a nota assinada pela mesma, para a entrega de uma grade de cerveja. O pedido, de valor irrisório, poderia ser pago do próprio bolso da secretária, mas o que chama atenção é o timbre da Prefeitura e da Secretaria de Saúde na ordem de entrega, o que demonstra que a farra foi paga com recursos públicos, ou seja, o seu, meu, o nosso dinheiro dos impostos. Seria cômico se não fosse trágico! Vai causar embriaguês dar uma ressaca moral daquelas! Alô, Ministério Público!

Nepotismo institucionalizado

A nova secretária assumiu de público o que já era de forma oculta, pois a mesma tinha gabinete confortável nas dependências do Hospital Municipal, no bairro Citel, onde despacha(va) com aliados e outros cidadãos que faziam fila no local para tentar algum benefício oriundo do fisiologismo crônico, característica principal dessa gestão do Partido Verde em Viana. Isso sem falar na “família inteira” que toma conta da Secretaria de Educação e da merenda escolar, inclusive com os aluguéis de carros e imóveis para a pasta.

“Vaca leiteira”

Os “repórteres”do Blog em Viana descobriram mais um epíteto que caiu como uma luva para a prefeitura de Viana. Segundo eles, a própria titular da Secretária de Educação é quem estaria por trás do fornecimento (com venda superfaturada) e do beneficiamento do leite líquido que é servido como merenda nas escolas municipais de Viana. Eita que essa vac...er, prefeitura dá leite, siô!?

“Mina de ouro”

A Secretaria de Saúde, a exemplo da Secretaria de Educação, são pastas estratégicas, cujas verbas do Governo Federal, por meio do SUS e do Fundeb, as transformam em extensões cobiçadas em qualquer Município. Por meio delas, é possível cooptar milhares de pessoas dispostas a “doar” os seus votos em troca de favores financeiros e/ou patrocínio de eventos. É por isso que constantemente a Polícia Federal faz operações sigilosas e algema muitos maus gestores desses recursos.

Prefeito desceu das tamancas

Como diria o meu avô “Zézé”: “depois da onça presa, todo cachorro late”! E não é que o alcaide vianense resolver aparecer na audiência para a instalação do IFMA (Instituto Tecnológico) em Viana? Pois é, e nesse evento, teve de tudo, inclusive a deselegância dos organizadores de não convidar o vice-prefeito, Benito Filho, para compor a mesa de debates. Logo ele que inclusive assinou o termo de compromisso para que Viana não perdesse o benefício. E é aí que vem o mais hilário: o prefeito pediu omicrofone e resolveu “engrossar” a voz: disse que ele é que é o prefeito de Viana. É mesmo? Pensávamos que Viana tinha era uma “prefeita”! Disse que “ele” era quem assinava todos os papéis, que ele que assinou o documento do MEC (reveja) que ele que resgatou as festas, patati, patatá e que ele foi o prefeito que levou o Chiclete com Banana para Viana. Acreditam? Essa foi a sua maior “obra”, pra não dizer que foi realmente uma “cagada” mesmo!

O home é “Jiriquinho”(?)

Essa eu ouvi de um dos mais fervorosos eleitores do prefeito de Viana, fornecedor da prefeitura, amigo, correligionário e participante das reuniões do atual grupo que domina a seara política da Cidade dos Lagos. Segundo a fonte, o prefeito não confia mais em ninguém, ninguém mesmo, exceto dois auxiliares que não desgrudam dele na saúde, na alegria, na tristeza e nas esbórnias praticadas no submundo. Um é amigo de infância, desde o primário no colégio Estevam Carvalho. O outro é ex-motorista do falecido prefeito Messias Costa e continuou na função com o atual alcaide.
Bom, já que o primeiro goza, digamos, do fato de ser ainda mais próximo, confidente, acompanhante e testemunha de tudo e de todos os atos, então é merecedor de continuar a saga política mais desastrosa que Viana já teve. O indicado, portanto, para suceder RL na prefeitura de Viana e que merece toda a sua confiança, pela amizade e lealdade inquestionáveis é... o “Jiriquinho”. Alguém tem mais dúvida? Os outros pré-candidatos que coloquem as barbas de molho. Perderam!!!

Tudo engavetado

O alcaide se gaba de ser o prefeito e aquele que assina os papéis, porque então Viana já perdeu mais de 10 milhões (reveja) em convênios?  Simplesmente por que nunca assinou os documentos dos convênios, pois é um prefeito ausente da sua cidade e também da prefeitura. Isso até os seus mais íntimos bajuladores dão o braço a torcer.

“Asfalto casca de ovo”
Avenida Luís Couto. Uma vergonha bem na entrada da cidade de Viana
E a tal revitalização da Avenida Luis Couto, hém? Os motoristas que já testaram o novo asfalto já o batizaram de “casca de ovo” de tão fininha a camada patrocinada pela prefeitura. De tão mal feito o serviço, já estão tapando os buracos antes da inauguração da obra e olha que o inverno está chegando. É mole ou quer mais?

Sujeira no Parque Dilú Melo

Quem chega no Parque Dilú Melo (Areal) e dá uma olhadinha para baixo em volta dos bares, tem a impressão que ninguém faz coleta de lixo naquele logradouro, ponto de encontro dos vianenses. Além do abandono, lixeira e luminárias quebradas, todo aquele lixo vai ficar flutuando assim que o lago encher. E aí, ao invés de peixes (que já são escassos) vamos admirar somente copos e garafas plásticas, além de outras imundíces jogadas criminosamente no lago de Viana. 

Pagou, passou e se formou!

Virou moda em Viana desde que esse atual grupo político se apossou do cofre da “vaca leiteira” da Praça Ozimo de Carvalho. Muitos jovens, a maioria filhos de aliados políticos não fazem mais questão de estudar para saber sequer quando Viana foi fundada. Claro, ficou fácil, muito fácil se formar em Faculdades Privadas de São Luís. A “Tia Prefeitura” paga tudo por meio de um “caixa dois” reservado somente para despesas a serem pagas com votos em uma futura eleição. Muito deles ainda são recebidos para trabalhar na Prefeitura com salários de bacharéis. E tem gente sem nenhum remorso de revelar que recebe até cinco salários mínimos sem colocar “um prego numa barra de sabão” na Prefeitura de Viana. Outros, sequer residem no município. Enquanto isso tem agentes de saúde, professores, entre outros, que recebem atrasado, um salário de miséria e sem recolhimento ao INSS. Qual será o “terreiro terecô” que o nosso alcaide freqüenta? E quem será essa “costa quente” que segura todas essas patifarias na Cidade dos Lagos? 

Improbidade crônica

A prefeitura de Viana está completamente enrolada, com quatro contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e partindo para a quinta, levando a reboque o prefeito, ordenador das despesas, e mesmo que deixe o cargo, continuará a responder pelos seus atos diante da Justiça. Conforme este Blog já postou, são dezenas de atos de improbidade, notas frias, favorecimento de aliados, despesas sem notas fiscais, entre outras barbaridades observadas na auditoria do Tribunal de Contas e, com certeza, essa notinha de entrega de bebida alcoólica da Secretaria Municipal de Saúde (acima) também deverá passar pelos “olhos fechados” dos contadores de prefeitura.

Medo e opressão

O socialista e ex-prefeito Messias Costa (PT) já falecido, não obstante inúmeras falhas administrativas tinha o saudável hábito de colocar uma vistosa placa em frente à Prefeitura de Viana, numa espécie de balanço e prestação de contas das verbas recebidas e gastas na sua gestão. Atualmente, por meio do Portal da transparência, do Governo Federal, podemos consultar o volume de verba que cada prefeitura recebe, no entanto, é quase impossível controlar a forma de como são gastos os impostos que os cidadãos pagam para receber em troca benefícios. E, nesse caso vianense, o “rabo preso” fez brotar uma espécie de “Lei do Silêncio” orquestrada por intimidações pessoais e ameaças de toda ordem, pois quem está dentro não quer sair do “esquema mafioso” e quem está fora não tem sequer o direito de reclamar.

Lei do mais forte

Um claro exemplo do que tratamos acima é a denúncia de assédio moral e abuso de autoridade, alardeado pela brava presidente do sindicato de Limpeza Urbana do Município, Sueli Abreu, que não se intimidou com a truculência verbal do secretário de Limpeza Urbana de Viana, José Américo Muniz, que não esconde de ninguém que ele é o “dono” da pasta, manda, desmanda e quem quiser que procure seus direitos na Justiça. E foi o que a sindicalista fez, ao dar queixa na polícia de também acioná-lo judicialmente como mostra o documento abaixo.  

A atitude de Lúcia Abreu serve de combustível para outras ações de cidadania e de exemplo para que os vianenses não se sintam humilhados e intimidados diante da demonstração de “falso poder” de alguns “capachos” da atual administração, pois todos eles são servidores públicos e a maioria desempenha atividades sob contrato, ou seja, eles estão no cargo, mas amanhã podem estar no olho da rua e quiçá, removidos ao ostracismo por não terem decência e respeito com o povo que paga os seus salários.

9 comentários:

Anônimo disse...

Como é que pode? Uma secretária de saúde de um município pobre como Viana,que deveria zelar pela saúde dos nossos jovens,combatendo este mal que é o alcoolismo,pagar,com o nosso dinheiro a farra dos seus bajuladores.E pior,dinheiro que deveria ser aplicado para salvar a vida das nossas crianças,dos nossos idosos,do povo em geral,e vem esta despudorada desviar os parcos recursos da saúde,é de lascar! Cadeia neles.A justiça não pode ficar de braços cruzados sob pena de ser conivente com mais este desmando de tamanha proporção.

Luiz Antonio Morais disse...

Grato pela participação. Sds.

Anônimo disse...

Francamente, queria saber se a gente chegar na Secretaria de Saúde e pedir um remédio, eles dão, porque Secretaria de Saúde dar cachaça, só mesmo nessa esculhambação que é Viana.

João do Mocoroca

Anônimo disse...

Queria parabenizar este blogueiro que,de forma direta e sem arrodeio e sem medo,informa as pessoas do nosso estado e do mundo, como a cidade de Viana é governada por uma família sem nenhum escrúpulo e vergonha na cara. Para "ELES", em Viana,tudo pode: Pode inclusive comprar toda a Câmara de Vereadores e ninguém dizer absolutamente nada.A Justiça de Viana precisa agir mais na prática e defenestrar esse prefeito irresponsável junto com toda a sua comandita da prefeitura da nossa querida Viana.

Anônimo disse...

Depois do governo mais corrupto e medíocre da história de Viana,nada como,para dar continuidade às "obras do chefe",lançar JIRIQUINHO para prefeito.Eita cidadezinha de sorte: depois do TATU, vem agora o JERICO!

Luiz Antonio Morais disse...

Pois é, obg. O mínimo que o sofrido povo de Viana pode exigir é JUSTIÇA, JUSTIÇA, JUSTIÇA!!! Será estamos sendo ouvidos???
Grato pela participação. Sds.

Paulo Henrique disse...

Grande Luís Antonio tudo o que está postado nesta notícia é fato, e merece realmente o repúdidio de toda a população de Viana - dos que hoje ainda residem e daqueles, q como eu já não mais residem em nossa Viana Velha. Entretanto com relação ao show do Chiclete com Banana em Viana, agora citado por Vossa Senhoria neste post, como uma afronta do atual alcaide, senão vejamos: "...e que ele foi o prefeito que levou o Chiclete com Banana para Viana. Acreditam? Essa foi a sua maior “obra” pra não dizer que foi realmente uma “cagada” mesmo!...", Quero te relembrar que te escrevi falando exatamente sobre o aludido show, afirmando que não estava acreditando nas loas que vc então tecia sobre "AQUELE IMPORTANTÍSSIMO EVENTO PARA A POPULAÇÃO VIANENSE", citava o fato de que Viana era carente de condições mínimas para uma vida com qualidade, como a falta de esgôto sanitário, fornecimento de água potável, etc., além do solar descalabro em que se constituia a administração de Viana, e cobrava de sua pessoa, a epóca, uma postura diferenciada, mais crítica, em relação ao fato. Que bom que de uns tempos para cá vc se tornou um crítico, não diria mordaz, mas realista dos desmandos perpetrados em nossa cidade. Grande abraço, seu amigo. Paulo Henrique Perna Cordeiro

Paulo Henrique disse...

Caro Luiz Antonio, quero lhe parabenizar pela divulgação destas peixadas - e desde já declarar-me como teu leitor contumaz - Mestre com relação as notícias ora divulgadas, não há o que contestar são fatos de solar clareza.
Entretanto chamou-me atenção um dos posts aqui publicados, refiro-me mais precisamente ao "Prefeito desceu das tamancas" in verbis: "...que ele foi o prefeito que levou o Chiclete com Banana para Viana. Acreditam? Essa foi a sua maior “obra”, pra não dizer que foi realmente uma “cagada” mesmo!...". Com relação a esse fato quero te relembrar que quando do citado show te escrevi cobrando de vc uma postura mais crítica em relação ao fato, que o Sr. a epóca, seguidamente tecia loas, como se fosse aquele show um evento fundamental para a sofrida população vianense. Te dizia então que um show como aquele que, indubitavelmente, geraria um gasto desmedido para a viúva e consequentemente para os contribuintes de nossa cidade, era totalmente dispensável para uma cidade que não contava - e ainda não conta, muito por conta das desastrosas administrações que se sucederam em nossa cidade ao longo dos anos, especialmente esta atual - com condições mínimas de qualidade de vida, como uma rede de esgotamento sanitário, de fornecimento de água potável, com um índice de mortalidade infantil vergonhoso, com uma educação pública capenga, etc. etc.. De qualquer sorte fico feliz pela tua mudança de posição em relação a tal fato, hoje percebo nosso blogueiro com uma posição mais crítica em relação aos fatos, não diria um crítico irresponsável mas realista sobre os fatos escandalosos que assolam nossa querida Viana. Viana dos que hoje ainda lá residem e daqueles que como eu não lá mais residem, mas que por ela nutrem um imenso sentimento. Abraços do seu amigo: Paulo Henrique Perna Cordeiro

Luiz Antonio Morais disse...

Grande Paulinho,
Pá de lá, pá de cá!
Não escondi de ninguém que fiz “assessoria de imprensa” para a Prefeitura de Viana, por tabela, a pedido do atual vice-prefeito, Benito Filho, meu amigo particular. Nunca foi contatado pelo atual prefeito, Rilva Luís para fazer qualquer tipo de trabalho para ele ou a Prefeitura de Viana. O resumo dos meus textos foram impressos em um jornal “Viana em Ação’, distribuído em julho de 2006, na Convenção do partido Verde em Viana. Está, portanto, à disposição da história. Tudo que escrevi foi documentado com imagens dos acontecimentos, ou seja, fiz “jornalismo” em cima dos fatos da época e não matérias opinativas, iguais as que assino hoje neste Blog. E, convenhamos, prefeito em época de reeleição parece que sempre lembra de trabalhar, concordas?
Com o “rompimento” de Benito, mantive a dignidade de me afastar também de uma administração da qual nunca fiz parte, pois não sou filiado a nenhum partido político. Sou Prestador de Serviço e cobro por isso. Simples assim.
Sobre o show Chiclete com Banana, a mesma coisa. Apenas noticiei um fato jornalístico, um acontecimento em Viana. Isso não quer dizer que eu concorde com eventos milionários pago com o nosso dinheiro, em uma cidade que carece de tudo.
Espero ter esclarecido seus questionamentos.
Um grande abraço e continue nos prestigiando com seus comentários inteligentes.