terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Suspenso o repasse do Programa Saúde da Família em Viana


SÃO LUÍS - O Ministério da Saúde suspendeu o repasse do mês de outubro para 233 equipes de "Saúde da Família", 204 equipes de "Saúde Bucal" e 1.717 agentes comunitários de saúde em 24 Estados por duplicidade de cadastro no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES). A medida faz parte da ação de fiscalização e transparência sobre aplicação dos recursos da Atenção Básica e é realizada sempre que o Ministério da Saúde identifica irregularidades por parte das secretarias municipais de saúde, responsáveis diretas pela execução dos programas.

A Portaria nº 2.774, publicada no Diário Oficial da União, lista os municípios que deixarão de receber somente a parcela do incentivo correspondente às equipes e agentes que apresentaram problemas. Portanto, a medida não representa a interrupção da Estratégia Saúde da Família (ESF) e do programa Brasil Sorridente nessas localidades. A transferência dos recursos é restabelecida assim que os gestores locais comprovarem ao Ministério da Saúde que as inadequações foram solucionadas.

No Maranhão, a suspensão de recursos de municípios detectada pelo SCNES ocorreu em 21 municípios: Alcântara, Alto Parnaíba, Anapurus, Bacabal, Cajapió, Governador Newton Bello, Jenipapo dos Vieiras, Maracaçumé, Matinha, Miranda do Norte, Nina Rodrigues, Presidente Médici, Rosário, Santa Helena, Santa Luzia, São Benedito do Rio Preto, São Domingos do Maranhão, São João do Paraíso, São José dos Basílios, São Luís e Viana. (Leia mais no portal da Saúde)

6 comentários:

Anônimo disse...

O Programa de Saúde da Família-PSF tornou-se obsoleto,ineficiente e ideológico.Apesar disso,continua a sua expansão sem ter uma estratégia radicalmente reformulada.E,para piorar,os prefeitos inescrupulosos continuam desviando os poucos recursos que poderiam salvar muitas vidas da nossa querida Viana.É de dar pena!

Luiz Antonio Morais disse...

Grato pela participação. Sds.

Anônimo disse...

Caros,
O Programa Saúde da Família, devida a sua grande e valiosa importância, já deixou de ser Programa a muito tempo e hoje, é retratado pelo Ministério da Saúde como Estratégia Saúde da Família, pois é de fato, ação do Ministério no intuito de reorganizar a Atenção Básica ou primária em saúde no Brasil. Vale muito mais a pena investir na base, ou seja, na promoção, prevenção e reabilitação do que construir grandes centros hospitalares, visando um modelo arcaico, denominado Hospitalocentrico. É fato dizer também, que não só Viana, mas todos os Municipios Maranhenses e não porque dizer todo o Nordeste, vive o drama no que se diz respeito a contratação de médicos e mante-los nas ESF para criar vínculo com a comunidade. Hoje no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde ( CNES - visivel a toda a população via www.datasus.gov.br/cnes ) qualquer profissional que atua nas ESF tiver seu cadastro duplicado, gera bloqueio do recurso de incentivo, à competência mensal, daquela ESF que procedeu a duplicidade. Vale a pena dar uma olhadinha nas últimas portarias do Ministério da Saúde, que dispõe sobre a Atenção Básica e ESF, são elas: 2448 e 2027 ( Ambas do Ministério da Saúde ). Abraços.

Luiz Antonio Morais disse...

Grato pela participação. Sds.

Anônimo disse...

RILVA LUIS PREFEITO DE VIANA RECEBE EM FEVEREIRO R$ 3.550.896,11 DE FPM E FUNDEB
Recursos recebidos pelo Prefeito Rilva Luis do Município de Viana referente ao mês de FEVEREIRO/2011. Não estar incluído o recurso enviado para a Saúde pelo SUS.
Viana - MA
fevereiro/2011
Decêndio
Imaginem ai o que um vigilante poderia fazer com essa grana toda!!tudo menos o correto., e o povo que elegeu ele , cadê!!...há tão se divertindo bebendo cachaça e dançando regae porque festa nao pode faltar.!!

Luiz Antonio Morais disse...

Grato pela participação. Sds.