sexta-feira, 4 de maio de 2012

Fome na escola: retrato da educação em Viana


Viana - Alunos da Zona Rural de Viana, na Baixada Maranhense, estão assistindo aulas com fome. A denúncia é do coordenador do Núcleo do Sinproesemmma no município, Williandckson Azevedo. Segundo o dirigente sindical, há escolas que, desde o início do ano letivo de 2012, no dia seis de fevereiro, não oferecem refeições aos estudantes.

“Grande parte dos alunos da rede estadual, em Viana, mora na área rural e precisa da alimentação”, argumenta o professor. Para esses estudantes, que moram distante das escolas, localizadas em áreas urbanas, o ambiente escolar representa muito mais que um espaço para aprendizagem. Na maioria dos casos, é uma alternativa para receber a alimentação, que muitas vezes falta na mesa de suas famílias.

Na Escola Nossa Senhora da Conceição, da rede estadual de educação, por exemplo, o problema é a falta de merendeira, pois não há funcionários, diariamente, habilitados para preparo de refeições. Segundo informações apuradas no local, a unidade de ensino recebe cerca de R$29.000,00 para utilizar na alimentação. Porém, estranhamente, a merenda não chega aos pratos dos estudantes.

A situação é mais grave no Centro de Ensino Raimundo Marcelino, da rede estadual de educação. Na escola, o cardápio obrigatório não é oferecido desde 2011, o que tem causado desânimo nos alunos, afetando, consideravelmente, a aprendizagem. “Não há motivos para a falta de merenda escolar, pois os recursos são garantidos”, afirma Williandckson.

Uma comissão formada por dirigentes do Sinproesemma, professores e alunos vai cobrar medidas para solucionar os problemas nas escolas. A audiência com representantes da Unidade Regional de Ensino (URE) está marcada para esta quarta-feira, 11, a partir das 16h.

8 comentários:

Anônimo disse...

Grande Luiz, Eu sei porque está faltando merenda escolar nas escolas da rede municipal de Viana, a Secretaria de Educação de Viana comprou juntamente com seu marido Silvio Bedi, uma fazenda em Matinha por nada mais nada menos que R$ 900,00 mil reais, lá no chulanga da familia de Borel, para isso tem dinheiro de sobra eita Brasil vagabundo, se fosse em um pais serio estava preso os dois.
E uma mulher dessa ainda quer ser prefeita se ela pega uma prefeitura dessa o nosso povo ta é fudido.

Pedro Bolha o Original de Viana

Rafael Santys disse...

Prezado Luiz,

Já está mais que comprovado que a merenda escolar é algo praticamente indispensável para a complementaridade da alimentação,como também um incentivo até porque muito nem em casa tem uma refeição que supra de fato as necessidades básicas do organismo humano.Fico triste muito com essa situação,porque favorece novamente a evasão escolar,o que futuramente acaba beneficiando os corruptos polítocos de nosso estado ,e porque não dizer os de nossa cidade.Porque um povo sem educação,como é a o caso de nosso Estado,só tem a eleger canalhas como Sarneys,rilvas etc..

Estudei No Marcellino,antigo Complexo,e ao ler essa notícia a vontade que me deu,foi que condenação máxima pra esses secretários municipais e estaduais seria ainda pouco,por mim e seria pro bem da população que esses parasitas ficassem o resto de suas vidas por de trás das grades!

LUCILENE ABREU( CILENE) disse...

ALÔ MINISTÉRIO PÚBLICO, PRECISAMOS DA SUA ATUAÇÃO COMO FISCAL DA LEI.

Luiz Antonio Morais disse...

Grato pela participação, Rafael. Eu também estudei no Marcelino Campelo, graças a Deus, nos bons tempos. O que assistimos estupefatos em escolas da rede estadual se iguala em escala proporcional na rede municipal de Viana, começando pelo transporte escolar, cujos ônibus estão caindo aos pedaços; a merenda é precária e o pouquíssimo que fazem ainda utilizam como arma política, exemplo: a distribuição de kits escolares de quinta categoria, tudo documentado para uso em propaganda oficial. Por outro lado, os gestores escolares municipais, ostentam, ostentam: carrões; mansões; fazendas, e se duvidar ainda podem virar prefeitos. E tem muita gente que gosta e até aplaude.
Sds.

Anônimo disse...

é impressionante o grau de PARCIALIDADE dos amigos blogueiros ou simplimente nao conseguem separar municipio de estado, eu nao sou advogado da sra adriana, mas a materia acima estar paltada na sra vilma que é quem manda na educacao estadual de viana e é apoiada pelo nobre deputado chico gomes que ao meus olhos deve ser o candidatos dos nossos bloqueiros, realmente a familia da vilma nao anda de carroes, talvez para nao gastar combustivel, afinal eles tem os carroes do estado para desfilar por viana tanto a serviço quanto a lazer,,,e os contratos dos professores engavetados quando vao sair?

Luiz Antonio Morais disse...

Para quem leu, ou leu e não entendeu, a matéria em epígrafe é uma denúncia do Sindicato dos Professores Estaduais de Viana, publicada no portal do Simproessema, e republicada neste Blog, citando a fonte e o Link do site.
O Blog está, portanto, informando a população vianense sobre o descaso na educação estadual e também estendendo o problema que existe sim na educação municipal e é do conhecimento dos vianenses. O Blog Vianensidades, não tem candidatos, aliás, nem o povo vianense tem candidatos. Está todo mundo na espreita do prefeito decidir quem ele vai apoiar e financiar com recursos do Fundo de Participação, que seriam para benefícios de Viana, mas que serão aplicados criminosamente nesta eleição municipal.
Se o nobre anônimo, defensor da cúpula da educação municipal de Viana ao pregar que {“realmente a família da senhora Vilma não anda de carrões”}... o que é sensato para um gestor público – na verdade está admitindo as denúncias do povo vianense: de que o cargo de secretário municipal em Viana alça imediatamente os seus gestores ao mundano universo dos novos ricos e pára-quedistas de plantão.

Simples assim.

João Fica disse...

De certa forma todos estão corretos em seus comentários, o post sim relata sobre a má administração da merenda escolar por parte do Estado e nesse ponto a responsabilidade sim é da Gerencia Regional de Educação, capitaneada por Wilma Reis Gomes, que no caso relatado pelo anonimo acima, diz que ela usa os veiculos da regional para uso próprio, se isso for verdade deve ser apurado e condenado.

Essa questão de merenda escolar em Viana é antiga, lembro de quando eu estudava e na época tinha o programa do Leite, muitos professores, diretores levavam leite para suas casas e acredito que muito mais se faziam também.

Com relação à merenda escolar de responsablidade do municipio, como diz o nobre Boris Casoí: ISSO É UMA VERGONHA...Inúmeras denúncias de desvio de verba da merenda escolar, má administração, marido de secretaria que usufrui dos recursos da educação, nora da secretaria que é chefe do departamento da merenda escolar...é de uma atrocidade terrivel o que acontece na educação municipal.

Mas espero que todos nós tenhamos conscienncia quando formos votar, pra não repetir os mesmo erros de outrora.


João Fica

Luiz Antonio Morais disse...

Grato pela participação. Sds.