segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Pescadores reclamam de atraso no pagamento do seguro-defeso no MA

Seguro-defeso é disponibilizado a todos os pescadores artesanais. Valor equivale a um salário mínimo por mês durante suspensão da pesca.

Do G1 MA, com informações da TV Mirante

Os pescadores de Pindaré-Mirim, a 255 km de São Luís, reclamam do atraso no pagamento do seguro-defeso. O atraso no pagamento é por conta de um recadastramento que o Governo precisou fazer este ano para que sejam evitadas fraudes no benefício.

O atraso deixou muito pescador insatisfeito com a situação. Como é o caso da pescadora Zila Jansen. Ela afirma que só vive da pesca e a ausência do pagamento irá comprometer o orçamento familiar. 
Quem vive da pesca precisa. “Nós necessitamos desse dinheiro por vivermos da pesca”, reclamou.

O seguro-defeso é disponibilizado a todos os pescadores artesanais cadastrados e regularizados no sindicato e colônias. O valor corresponde a um salário mínimo por mês durante toda a temporada de suspensão da pesca.

O período do defeso no Rio Pindaré foi iniciado no dia primeiro deste mês de dezembro e irá até 30 de março do próximo ano.

Nenhum comentário: